Artigo de opinião | Bicification – um projeto ganhador

08 Abr 2022

A mobilidade é uma condição fundamental para a qualidade de vida dos cidadãos e um atributo crucial para a competitividade do território em termos económicos.

Nos próximos anos, a mobilidade nas cidades vai sofrer transformações muito significativas. As rigorosas metas impostas pelos acordos internacionais ao nível da descarbonização, assim como as políticas de fomento da sustentabilidade ambiental e de promoção de espaços urbanos mais amigos das pessoas vão, inevitavelmente, alterar a forma como nos deslocamos e acedemos às cidades.

Os autarcas podem olhar para estes processos de uma forma mais passiva, ficando na expectativa daquilo que vai acontecer, em que momentos e de que forma, ou, em alternativa, optar por liderar estes processos, agindo proactivamente através do desenvolvimento de políticas e investimentos públicos que façam acontecer esta transição de forma planeada e estratégica.

O executivo do Município de Braga já demonstrou que a mobilidade é uma das suas maiores apostas e que lhe atribui uma importância estratégica para que Braga se continue a afirmar como uma cidade liderante e exemplar na promoção do desenvolvimento social, ambiental e económico.

São exemplos desta aposta o projeto do BRT – que acredito marcará um novo paradigma na mobilidade em Braga e permitirá desenvolver uma alternativa credível e eficaz ao transporte individual para milhares de utilizadores -, a melhoria dos serviços e da frota dos TUB, ou as intervenções previstas na Avenida da Liberdade e no Nó de Infias.

Mas também os modos suaves devem ser tidos em consideração, nomeadamente o uso da bicicleta. E, desse ponto de vista, Braga dispõe de excelentes condições geomorfológicas para o uso da bicicleta, uma vez que é uma cidade praticamente plana, o que permite que qualquer cidadão, independentemente da sua forma física, possa recorrer à bicicleta para um conjunto alargado de deslocações regulares, seja para o trabalho, escola ou em lazer.

Porém, é sabido que os bracarenses, como os portugueses em geral, têm pouco hábitos de utilização da bicicleta e que as cidades portuguesas não dispõem, ainda, das condições desejáveis para uma circulação segura por parte dos ciclistas.

Ainda assim, hoje em dia, temos reunido um conjunto de condições ímpares que facilitam e motivam uma aposta firme na utilização da bicicleta como meio de transporte. Nunca tivemos tanta procura de bicicletas (nos últimos dois anos a procura explodiu em todo o mundo, gerando constantes ruturas no fornecimento de bicicletas), nunca tivemos tanta sensibilidade para as questões ambientais e para a prática regular de atividades desportivas, nunca tivemos tantos quilómetros de ciclovias e nunca tivemos os combustíveis a um preço tão elevado. E a tendência é que todos estes indicadores continuem a aumentar nos próximos anos.

Neste contexto, o Município de Braga apresentou, na passada 4ª feira, um inovador projeto europeu que, para além de Braga, decorrerá igualmente em Istambul (Turquia) e Tallinn (Estónia), com o objetivo de acelerar uma mudança positiva na mobilidade sustentável e aumentar a utilização da bicicleta como meio de transporte.

Através de um sistema de gamificação e recompensas, o projeto Bicification vai, assim, promover o uso regular da bicicleta pelos bracarenses, recompensando-os, durante a fase em que decorre o projeto, com a atribuição de um incentivo financeiro pelos quilómetros percorridos que será, posteriormente, convertido em compras no comércio local.

Para participar neste projeto piloto vão ser selecionados 500 utilizadores que apenas têm de cumprir três condições: residirem ou trabalharem em Braga; terem mais de 15 anos de idade; e serem proprietários de uma bicicleta e smartphone.

Todavia, as virtualidades do projeto não se esgotam na promoção do uso da bicicleta, prevendo também uma monitorização de todas as viagens de bicicleta realizadas pelos participantes selecionados, nomeadamente as rotas mais frequentes, para auxiliar os decisores políticos a planear de forma mais eficaz os investimentos futuros a desenvolver nesta matéria.

No âmbito deste projeto, a Associação Empresarial de Braga irá proceder à criação de uma rede lojas amigas das bicicletas, que é como quem diz uma rede de estabelecimentos aderentes onde podem ser descontados os vouchers dos utilizadores do projeto, sensibilizando e formando os empresários para o processo de adesão e registo na plataforma da iniciativa, bem como do resgate de vouchers.

Os bons resultados neste projeto piloto ditarão a possibilidade de ser expandido, nos próximos 5 anos, a mais 90 cidades europeias e mais 100 000 cidadãos europeus e, sobretudo, para a mudança no paradigma da mobilidade na cidade.

– artigo de opinião do Diretor Geral da AEB, Rui Marques, no Jornal Correio do Minho

Próximos cursos
3315- Nutrição e Dietética
Online
Início a 31-05-2022
8258- Novas tendências da cozinha (Vegetariana/Macrobiótica/Dietética/Biológica)
Academia Restauração AEBraga- Praça Conde Agrolongo, nº 175/176 4700-312 Braga
Início a 02-06-2022
0392- Comércio eletrónico e e-business
Online
Início a 01-06-2022
9220- Gestão de Conteúdos Digitais
Online
Início a 20-06-2022
Agenda
Torne-se associado
A AEB oferece aos seus Associados uma série de vantagens nos serviços que presta.